A questão do Acidente Zero é premissa básica quando se trata de segurança veicular e conectividade, conforme o presidente da AEA, Associação Brasileira de Engenharia Automotiva, Marcos Vinicius Aguiar, que falou na abertura do Seminário de Segurança e Conectividade, realizado na semana passada, quando foram travados importantes debates sobre os avanços do setor automotivo no Brasil e no mundo, tendo como foco o programa Mover (Programa de Mobilidade Verde e Inovação) do governo federal.

Na primeira palestra Suman A. Sehra, da Harman, destacou a metamorfose pela qual passa a indústria automotiva, principalmente no que diz respeito à sustentabilidade e à mobilidade. “Novos avanços em segurança e conectividade serão possíveis a partir do aprofundamento das parcerias entre montadoras e os agentes do ecossistema veicular, desde os seus fornecedores até universidades e poder público, por exigirem recursos em infraestrutura que levem às chamadas cidades inteligentes”, avaliou.

Thomas Hogenmueller, da Robert Bosch, falou sobre “A Transformação da Arquitetura dos Veículos com a Conectividade e o Software Defined Vehicle”, e Margarete Gandini, falou sobre “Os impactos do Mover e a Segurança Veicular”, ela que é diretora do Departamento de Desenvolvimento da Indústria de Alta-Média Complexidade Tecnológica do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços.