Toyota é a marca mais vendida no mundo; BMW foi a que mais cresceu
Com 5,5 milhões de unidades produzidas de janeiro a setembro, o Grupo Stellantis – que reúne Fiat, Jeep, Peugeot, Citroën e Ram, entre outras marcas – passou o Grupo Hyundai-Kia e ficou em terceiro lugar no ranking global.
O líder é o Grupo Toyota (Toyota, Daihatsu, Hino e Lexus), com 7,9 milhões de unidades, seguido pelo Grupo Volkswagen (Volks, Audi, Bentley, Bugatti, Lamborghini, Seat, Porsche, caminhões etc), com 6,5 milhões.
Hyundai-Kia (5,23 milhões) e Renault-Nissan (inclui Alpine, Dacia e outras), com 5,03 milhões, completam a lista dos cinco maiores grupos automotivos.
Mas foi o grupo BMW (BMW, Mini, Rolls-Royce e Motor Car) que mais cresceu no período, alta de 11,8%. O segundo que mais cresceu foi o Grupo Volkswagen, com + 9,4%.
Veja os dez maiores grupos do mundo e o crescimento de cada um neste ano.
Marcas líderes
Os dois líderes também tiveram as macas campeãs: a Toyota com 6,82 milhões de unidades e a Volkswagen com 3,7 milhões.
Já a Stellantis, que é o terceiro grupo global, não colocou nenhuma das suas marcas entre as top ten. A terceira é a Ford, com 2,94 milhões de unidades, a quarta é a Hyundai (2,83 milhões) e a quinta é a Honda, com 2,76 milhões. A BMW foi a que mais cresceu também no ranking das marcas, alta de 14,6%, com 1,73 unidades de janeiro a setembro.
Veja as dez marcas mais vendidas em 2023