Inflação do Carro tem nova alta em novembro

Despesas para rodar e fazer a manutenção preventiva subiu 2,17% no mês

A Inflação do Carro da Agência Autoinforme, estudo que levanta os gastos que o motorista tem para andar com o carro e fazer a manutenção preventiva, teve alta de 2,17% em novembro.

A cesta dos combustíveis foi a que teve maior impacto no índice, especialmente o etanol, cujo preço subiu 7,1% na bomba. A gasolina também teve alta significativa: 3%.

As peças de reposição, que incluem itens como óleos, filtros, bateria, jogo de velas, amortecedores, correia dentada, kit de embreagem e pneus, tiveram uma pequena alta de 0,38%.

Os serviços de mão-de-obra, revisões, estacionamento e lavagens também variaram pouco, 1,10%.

E o seguro continua aumentando mês a mês. Em novembro ficou 2,8% mais caro.

No total o motorista gastou no mês R$ 2.015,73 com o carro, em outubro esse gasto tinha sido de R$ 1.972,88.

O levantamento considera as trocas de peças em períodos recomendados pelos fabricantes e as revisões periódicas e preventivas. A base de levantamento dos preços é de um carro compacto seminovo.

Colaborador: Aplicativo de oficinas Revvi

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selo Maior Valor de Revenda

Prêmio Mobilidade Limpa

index

Canal Autoinforme

Coluna Joel Leite
Coluna Pedro Kutney
Coluna Homero Gottardello